pqss2017sp

Boas-vindas amantes das sonoridades!

Este ano as Pequenas Sessões irão alçar novos voos!

É a primeira vez que o passarinho vai voar para além das terras mineiras e, a convite do estudiofitacrepe-SP, pousar na cidade de São Paulo, completando a 9ª edição do festival.

Localizado em uma ilha entre a Av. Paulista e Rua da Consolação, o estúdio, coordenado por Kenia Dias e Ricardo Garcia, é um ateliê de arte sonora e teatro físico dedicado à experimentação, criação e apresentação de trabalhos artísticos autorais nas áreas de som e movimento. O Fita é um dos espaços que mais admiramos na cidade!

Mantendo nosso anseio pelos intercâmbios sonoros, levaremos artistas mineiros para compartilharem o palco com nomes de São Paulo e Goiânia. Os shows acontecem nos dias 2 (18h), 3 (16h) e 4 (16h) de junho no Fita.

O que vai rolar no Pequenas Sessões?

No primeiro dia, apresentaremos as interSessões de quatro músicos com o inédito Concerto Quadrifônico: o El Conejo (MG) com seus ritornellos encontra o ponto do constante andarilho Bruno Abdala (Goiânia); João Carvalho (MG), com seu projeto Sentidor, incorpora, sabiamente à tessitura, suas nuvens de timbres eletrônicos; e para compor a polifonia desse encontro, Tchilli Rodriguez (MG), com seus interlúdios, deixa que as diferenças sejam livres para todos os ouvidos.

No dia 3, iremos vivenciar o tão esperado encontro entre o anfitrião Constantina (MG), Bella (SP) e Thomas Rohrer (SP). Improvisos e investigações prometem permear a noite que carrega em si a incerteza.

Para fechar nossa programação, no dia 4 Lise (MG) convida Anônimo a.k.a. Ricardo Garcia (estudiofitacrepe-SP) para re-territorialização da paisagem sonora de uma das favelas do Rio de Janeiro.

Ficou curiosx? Então, vem conferir para trocarmos palavras, vivências, impressões e sonoridades!
🙂

Ahhhh… Um pequeno e importante aviso. Esse ano o passarinho voa livre, sem nenhum tipo financiamento. Então, ao garantir seu ingresso antecipado você fortalece a realização do festival na cidade e ainda leva para casa discos e pôsteres dos anfitriões Constantina e Lise. Acessa o sympla e veja os combos! 😉

Seguimos na missão de unir públicos e artistas em torno de experimentos sonoros, promovendo espaço para a música livre independente e provocando intercâmbios capazes de exaltar a estética audiovisual da música experimental. O projeto é idealizado pelo músico Daniel Nunes, curador e diretor artístico do festival realizado pelo selo Le Petite Chambre, projeto Lise e banda Constantina.

Saravá!!!

Programação

2 de junho
Sexta - 18h

3 de junho
Sábado - 16h

Improvisos e Investigações Sonoras
Constantina (MG) + Bella (SP) + Thomas Rohrer (SP)

4 de junho
Domingo - 16h

Local:
@estudiofitacrepe-SP

Consolação, SP
R. da Consolação, 2582 (ver mapa)
Capacidade: 60 pessoas por show.
INGRESSOS ANTECIPADOS

Artistas e Apresentações

Sexta - 02 de junho - 18h - Concerto Quadrifônico

El Conejo (Foto: Andre Veloso)

El Conejo (Foto: Andre Veloso)

El Conejo (MG) a.k.a. Bruno Nunes

Em seu disco homônimo, mistura todas as referências musicais que herdou escutando os antigos discos de folk de seu pai a curiosos loops de guitarras. O fato de ter sido gravado em casa, em sua maioria, dá certo tom leve, arranhado e autobiográfico ao seu trabalho, pessoal como só o bordado da capa, feito pelo próprio Bruno, demonstra ser.

Bruno Abdala (Foto: Cartaxo)

Bruno Abdala (Foto: Cartaxo)

Bruno Abdala (Goiânia)

Gravações caseiras pelo mundo virtual, da improvisação livre à música eletrônica não tradicional. Com seu selo, Propósito Records, organiza concertos voltados para a música livre colaborando, também, com artistas das mais distintas frentes.

Sentidor (Foto: Flávio Charchar)

Sentidor (Foto: Flávio Charchar)

Sentidor (MG) a.k.a. João Carvalho

A trilha sonora para a própria imaginação. Buscando reunir elementos eletrônicos, regionais e poesia, o projeto tende à expressão de sonhos, devaneios e trilhas sonoras acidentais, recriando sentimentos em sua forma mais singela, antes das palavras os trazerem para o nosso mundo.

Tchilli Rodriguez (Foto: Divulgação)

Tchilli Rodriguez (Foto: Divulgação)

Tchilli Rodriguez (MG) a.k.a. Tiago Macedo

Há mais de dez anos assina produções musicais além de trilhas para o cinema, dança e teatro. Com influências que caminham pela grande maioria das vanguardas musicais, no jazz, no funk, nos movimentos eletrônicos contemporâneos, o trabalho de Tchilli Rodriguez é marcado por espirituosas ambiências.

Sábado - 03 de junho - 16h - Improvisos e Investigações Sonoras

Constantina (Foto: Leticia Marotta)

Constantina (Foto: Leticia Marotta)

Constantina (MG)

O rock instrumental é o ponto de partida, desde seu nascimento em 2003. Mas a banda sempre pensa em sobrepor instrumentos, criando melodias minimalistas, com uso de guitarras e eletrônica. Sempre abertos ao improviso.

Bella (Foto: Divulgação)

Bella (Foto: Divulgação)

Bella (SP)

Som em diálogo intrínseco com saberes mitológicos e ocultos, imagem-símbolo, espaço acústico, materiais sonoros cotidianos e a escuta do próprio corpo. Ela integra também o meteoro, grupo de investigação sonora e improviso, junto de anais-karenin e Juliana Borzino.

Thomas Rohrer (Foto: Peter Gannuskhin)

Thomas Rohrer (Foto: Peter Gannuskhin)

Thomas Rohrer (SP)

O improviso é seu norte. Usando uma rabeca e sax soprano, busca explorar as diferentes sonoridades dos instrumentos. Ele faz parte do Coletivo Abaetetuba, Black Cube SP com Rob Mazurek, Ponto Br e toca com Juçara Marçal.

Domingo - 04 de junho - 16h - Re-territorialização

Lise (Foto: Samuel Mendes)

Lise (Foto: Samuel Mendes)

Lise (MG) a.k.a. Daniel Nunes

Projeto solo de Daniel Nunes, no qual alia música e vídeo. Poesia sonora a partir de elementos como vídeo-arte, web-arte e performance. Muitas vezes em conjunto com outros músicos, cria um lugar (in)comum para diversas vertentes da música, como a contemporânea, eletrônica e ambiente.

Anônimo (Foto: Alexandre Hugo)

Anônimo (Foto: Alexandre Hugo)

Anônimo a.k.a. Ricardo Garcia (SP)

Projeto de arte sonora que desenvolve sua pesquisa em música experimental, eletroacústica e instalações. Atualmente em Anônimo, seu projeto solo, trabalha com sintetizador DIY, fita K7, molas e água.

Conheça o site: http://www.estudiofitacrepesp.com/

Realização

Parceiro tecnológico